Aumentar a fonte do texto Normalizar a fonte do texto Diminuir a fonte do texto    facebook   flickr   youtube   
Aumentar a fonte do texto Normalizar a fonte do texto Diminuir a fonte do texto    facebook   flickr   youtube   
  

facebook   flickr   youtube   
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Preveno e Controle de Agravos Nutricionais

Preveno e Controle de Agravos Nutricionais Preveno e Controle de Agravos Nutricionais Preveno e Controle de Agravos Nutricionais Preveno e Controle de Agravos Nutricionais Preveno e Controle de Agravos Nutricionais Preveno e Controle de Agravos Nutricionais Preveno e Controle de Agravos Nutricionais


Deficincia de Iodo

Desde a dcada de 50 obrigatria a iodao de todo o sal destinado ao consumo humano. Nessa poca, aproximadamente 20% da populao apresentavam Distrbio por Deficincia de Iodo (DDI). Assim, com o propsito de diminuir essas altas prevalncias adotou-se a iodao universal do sal. Aps cerca de seis dcadas de interveno, se observa reduo na prevalncia de DDI no Brasil (20,7% em 1955; 14,1% em 1974; 1,3% em 1994; e 1,4% em 2000).

O Iodo um micronutriente essencial para o homem e outros animais. Existe apenas uma nica funo conhecida do Iodo no organismo humano: ele utilizado na sntese dos hormnios tireoidianos (hormnios produzidos pela tireide, uma glndula que se localiza na base frontal do pescoo): a triiodotironina (T3) e a tiroxina (T4). Esses hormnios tm dois importantes papis: atuam no crescimento fsico e neurolgico e na manuteno do fluxo normal de energia (metabolismo basal, principalmente na manuteno do calor do corpo). So muito importantes para o funcionamento de vrios rgos como o corao, fgado, rins, ovrios e outros.

Os Distrbios por Deficincia de Iodo so fenmenos naturais e permanentes, que esto amplamente distribudos em vrias regies do mundo. Populaes que vivem em reas deficientes em iodo sempre tero o risco de apresentar os distrbios causados por esta deficincia, cujo impacto sobre os nveis de desenvolvimento humano, social e econmico so muito graves. A deficincia de iodo pode causar cretinismo em crianas (retardo mental grave e irreversvel), surdo-mudez, anomalias congnitas, bem como a manifestao clnica mais visvel, o bcio (hipertrofia da glndula tireide). Alm disso, a m nutrio de iodo est relacionada com altas taxas de natimortos e nascimento de crianas com baixo peso, problemas no perodo gestacional, e aumento do risco de abortos e mortalidade materna.

Associada a esses problemas, a deficincia de iodo contribui para o aumento do gasto com atendimento em sade e em educao, uma vez que incrementa as taxas de repetncia e evaso escolar, e ainda proporciona a reduo da capacidade para o trabalho. Portanto, direta ou indiretamente acarreta prejuzos scio-econmicos ao pas. Consequentemente, as estratgias dirigidas a controlar a deficincia de iodo, devem ser permanentes e fundamentalmente preventivas, especialmente quando se destinam s gestantes, nutrizes e crianas menores de dois anos de idade.

O que vem ocorrendo desde ento so adequaes legislao para atender melhor a populao na preveno dos distrbios causados pela deficincia de iodo. Foi o que ocorreu em 1999, quando os teores de iodao do sal se adequaram s faixas de 40 a 100 ppm. Em fevereiro de 2003, foi aberta consulta pblica pela Agncia Nacional de Vigilncia Sanitria, na qual a faixa de iodao foi ajustada para 20 a 60 ppm. Todas as adequaes de iodao do sal, realizadas pelo Ministrio da Sade, so feitas de acordo com a recomendao da Organizao Mundial da Sade e especialistas nacionais no tema.

O Programa de Combate aos Distrbios por Deficincia de Iodo no Brasil - Pr Iodo, uma das aes mais bem sucedidas no combate aos distrbios por deficincia de micronutrientes e tem sido elogiado pelos organismos internacionais pela sua conduo e resultado obtido na eliminao do bcio endmico no Pas. Entre as aes, a iodao universal do sal para consumo humano e o monitoramento e fiscalizao das indstrias salineiras so as principais responsveis pelo sucesso do programa.

Para manter a baixa prevalncia dos distrbios causados pela deficincia de iodo, a iodao universal do sal para consumo humano no Brasil deve ser mantida sem exceo. Conhea mais sobre o Conhea o Programa Nacional para Preveno e Controle dos Distrbios por Deficincia de Iodo (Pr-Iodo) nos materiais listados abaixo.

Materiais de Apoio
Documentos


- Spots de Rdio