Aumentar a fonte do texto Normalizar a fonte do texto Diminuir a fonte do texto    facebook   youtube   youtube   
Aumentar a fonte do texto Normalizar a fonte do texto Diminuir a fonte do texto    facebook   youtube   youtube   
  

facebook   youtube   youtube   
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Promoo da Sade e da Alimentao Adequada e Saudvel



Excesso de peso e obesidade


A obesidade decorrente do acmulo de gordura no organismo, que est associado a riscos para a sade, devido sua relao com vrias complicaes metablicas. Pode ser compreendida como um agravo de carter multifatorial, pois suas causas esto relacionadas a questes biolgicas, histricas, ecolgicas, econmicas, sociais, culturais e polticas.

Trata-se simultaneamente de uma doena e de um dos fatores de risco mais importantes para outras doenas crnicas no transmissveis, como doenas cardiovasculares e Diabetes mellitus.

A prevalncia da obesidade vem aumentando entre adultos, tanto nos pases desenvolvidos quanto naqueles em desenvolvimento. A Organizao Mundial da Sade (OMS) estima que pelo menos 1 bilho de pessoas apresente excesso de peso, das quais, 300 milhes so obesos. A Pesquisa de Oramentos Familiares realizada pelo IBGE em 2008/09 aponta aumento da prevalncia de sobrepeso e obesidade no Brasil, atingindo os valores de aproximadamente 49% e 15% da populao. Houve, ao longo de 34 anos, um aumento de sobrepeso de trs vezes para homens e duas para mulheres.

A determinao multifatorial do sobrepeso e da obesidade est relacionada ao modo de vida das populaes modernas, que consomem cada vez mais alimentos processados, energeticamente densos e ricos em acares, gorduras e sdio, com uma quantidade de calorias consumidas alm da necessidade individual. Esse desequilbrio decorre, em parte, pelas mudanas do padro alimentar aliadas reduzida atividade fsica, tanto no perodo laboral como no lazer.

Uma vez que as causas do sobrepeso e obesidade no so apenas individuais, mas tambm ambientais e sociais, a preveno e o tratamento desses agravos requerem medidas complexas, uma atuao articulada entre os vrios setores da sociedade que contribuam para que indivduos e coletividades possam adotar modos de vida saudveis.

No mbito do setor sade, cabe ao SUS realizar a vigilncia alimentar e nutricional, realizar aes de promoo da sade, como promoo da alimentao adequada e saudvel e atividade fsica, garantir ateno integral sade dos indivduos com sobrepeso e obesidade e atuar no controle e regulao da qualidade dos alimentos.

Voc pode conhecer mais sobre estas aes em nosso site. Acesse: