Aumentar a fonte do texto Normalizar a fonte do texto Diminuir a fonte do texto   
Aumentar a fonte do texto Normalizar a fonte do texto Diminuir a fonte do texto   
  
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Agenda Proteger e Cuidar de Adolescentes na Ateno Bsica

Data de publicao: 09/03/2017

Ministrio da Sade divulga a estratgia com objetivo de apoiar as gestes estaduais e municipais na ampliao do acesso e qualificao da ateno sade dos jovens

O Ministério da Saúde acaba de divulgar a Agenda Proteger e Cuidar de Adolescentes, que tem o objetivo de apoiar as gestões estaduais e municipais na ampliação do acesso e qualificação da atenção à saúde de adolescentes, visando à integralidade da atenção e à garantia de seus direitos.

O aperfeiçoamento das ações de proteção e promoção da saúde sexual e da saúde reprodutiva para adolescentes e o fortalecimento da resolutividade na atenção básica toma corpo com a estratégia, que entende a fase como o período mais saudável da vida e o melhor momento para investir em esforços de proteção e de promoção da saúde.

A estratégia será operacionalizada nos estados e municípios prioritários para o “Plano de Ação Estratégico de Fortalecimento da Atenção à Saúde e da Proteção Social às Pessoas Afetadas pela Síndrome do vírus Zika e outras Alterações do Sistema Nervoso Central, suas Consequências e Doenças Correlatas”.

A implementação da agenda se dará em três etapas: organização dos serviços; crescimento e desenvolvimento e saúde sexual e saúde reprodutiva.  Saiba mais:

Organização de Serviços:

O objetivo principal é garantir o acesso dessa população às ações de promoção, proteção e recuperação da saúde, respeitando os princípios organizativos e operacionais do Sistema Único de Saúde.

A atenção integral à saúde de adolescentes nos serviços de saúde parte de um acolhimento com uma abordagem diferenciada, sem juízo de valor, em espaços humanizados, de responsabilização e de formação de vínculos. Essas estratégias são importantes na reestruturação do processo de trabalho dos profissionais de saúde e imprescindíveis para garantir o acesso e o reconhecimento desse espaço como agentes de disseminação de informações, com fluxos de atendimento instituídos e reconhecidos para o manejo das ações em saúde ofertadas para essa população.

Crescimento e Desenvolvimento

A adolescência, dentro do continuum do desenvolvimento humano é marcada por um complexo processo de crescimento e desenvolvimento biopsicossocial. É importante salientar que, tanto na infância quanto na adolescência, podem ocorrer variações no padrão de velocidade de crescimento, mas que nem sempre refletem uma condição patológica. Portanto, é imprescindível que os profissionais de saúde acompanhem e monitorem esse processo, que pode ser influenciado por fatores ambientais e individuais. Esses fatores podem modificar, interromper ou reverter os fenômenos que caracterizam a puberdade.

Saúde Sexual e Saúde Reprodutiva

A saúde sexual é a habilidade de mulheres e homens, no seu ciclo de vida, para desfrutar e expressar sua sexualidade sem riscos de doenças sexualmente transmissíveis, gestações não planejadas, coerção, violência e discriminação. A saúde sexual valoriza a vida, as relações pessoais e a expressão da identidade própria da pessoa. Ela é enriquecedora, inclui o prazer e estimula a determinação pessoal, a comunicação das relações.

Por sua vez, a saúde reprodutiva é a condição de bem-estar físico, mental e social relacionada com o sistema reprodutor, promovendo que as pessoas desfrutem de uma vida sexual satisfatória e segura.

A garantia, para os e as adolescentes, dos direitos sexuais e direitos reprodutivos já reconhecidos como Direitos Humanos em leis nacionais e documentos internacionais, indica a importância da aceitação da individualidade e da autonomia da população adolescente. O acesso à informação de qualidade e às oportunidades para o exercício desses direitos individuais, sem discriminação, coerção ou violência, baseia as decisões livres e responsáveis sobre a vida sexual e a vida reprodutiva.

As ferramentas a seguir estão disponíveis para os gestores e profissionais de saúde, com objetivo de apoiar a qualificação das ações. 

Além destes materiais, outras estratégias da Agenda Proteger e Cuidar serão ofertadas como parte do processo de trabalho para qualificação do atendimento aos adolescentes nas Unidades de Atenção Básica no ano de 2017.

Mais informações com a Coordenação-Geral de Saúde de Adolescentes e Jovens do MS. Contato: 3315-9128 ou 9129.


Fonte: -
Autor(es): -