Aumentar a fonte do texto Normalizar a fonte do texto Diminuir a fonte do texto    facebook   youtube   
Aumentar a fonte do texto Normalizar a fonte do texto Diminuir a fonte do texto   
  
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

O SUS das Prticas Integrativas: Naturopatia

Data de publicao: 17/05/2017


Na terceira reportagem da srie, a alimentao saudvel um recurso j conhecido do cidado de Palmeiras na Bahia para o cuidado da sade


A Naturopatia foi o primeiro sistema terapêutico introduzido em Palmeiras (BA). Caracteriza-se pelo uso de meios naturais para ativar sistemas orgânicos de manutenção e recuperação de saúde, destacando a alimentação como fator básico de atuação e reforçando o uso de alimentos sem agrotóxicos, abonos artificiais e conservantes.

Palmeiras faz parte da Unidade de Conservação e do Parque Nacional da Chapada Diamantina (PARNA). A cidade tem pouco mais de nove mil habitantes. Atualmente, outras práticas, como dança-terapia, terapia comunitária integrativa, auriculopuntura, ginástica, roda de conversa para idosos, yoga para gestantes e grupo de bioenergética, fazem parte da rotina do cuidado na Atenção Básica do município baiano.

Em Palmeiras, a implantação das Práticas Integrativas e Complementares aconteceu de maneira natural. Antes mesmo do atual interesse por alimentação saudável a população local já buscava se alimentar de produtos livres de temperos artificiais, alimentos sem agrotóxicos e refeições vegetarianas integrais.

Há 10 anos, a Unidade Básica de Saúde Caeté-Açu oferta à população naturopatia e outras práticas. A partir do diálogo com o profissional — enfermeira, dentista, médico — e indicação para tal cuidado, o cidadão escolhe qual o sistema terapêutico que usará, independente do meio escolhido, em todos os casos, a ênfase na alimentação natural e integral está presente.

“Quando passei a ser funcionário do SUS local, a implantação já havia ocorrido de maneira imperceptível, influindo inclusive em outros povoados e na sede do município. A unidade de saúde, embora adstrita a uma área específica, passou a ser utilizada com fins naturoterapêuticos por gente de outros lugares de Palmeiras”, explica Aureo Augusto o servidor da prefeitura sobre a motivação para adotar as práticas.

Mais de duas mil pessoas são atendidas a partir da proposta de integratividade no cuidado em saúde. “Além dos integrantes das equipes de saúde, voluntários ajudam na ampliação desse cuidado”, conta Aureo. A rede de atenção também oferece produtos fitoterápicos de produção própria, ventosas e prescrições de florais de Bach, indicados por funcionários habilitados.

“O que nos faz enfrentar as dificuldades de introduzir algo novo no sistema de saúde vigente é justamente a resposta da população, que tem sido positiva. Para os profissionais de saúde, é importante ver a resposta de um processo de recuperação mais acelerado, além da ampliação da compreensão do binômio saúde/doença por parte dos nossos usuários”, reflete Aureo sobre a adesão dos usuários às práticas integrativas ofertadas pelo município.

Boas experiências
Na semana que vem, descubra como a Fitoterapia mudou a realidade de Vitória (ES). Histórias como a de Palmeiras estão por todo o país. Se no seu município há oferta de osteopatia, musicoterapia, quiropraxia, Ayurveda, biodança, dança circular, reflexoterapia, shantala, Terapia comunitária integrativa ou Yoga, envie sua história para o e-mail: educomunicacao.dab@gmail.com. Queremos divulgar experiências bem sucedidas para incentivar outros municípios a investirem na estruturação das PICS, bem como na melhoria da promoção, prevenção e cuidado da população.

O SUS das Práticas Integrativas: Meditação
O SUS das Práticas Integrativas: Arteterapia


Fonte: - Autor(es): -