Aumentar a fonte do texto Normalizar a fonte do texto Diminuir a fonte do texto    facebook   flickr   youtube   
Aumentar a fonte do texto Normalizar a fonte do texto Diminuir a fonte do texto    facebook   flickr   youtube   
  

facebook   flickr   youtube   
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Dia 25 de outubro dia de falar sobre Sade Bucal

Data de publicao: 25/10/2018


A comemorao nacional e um lembrete sobre a importncia da rea no cuidado da sade da boca. Hoje, o Brasil possui mais de 200 mil profissionais de sade bucal habilitados CNES


Ao falar de saúde bucal, a primeira coisa que vem a cabeça é o cuidado com os dentes. No entanto, é preciso ressaltar a importância do direito à saúde bucal em sua plenitude e das políticas públicas voltadas para sua consolidação, bem como da importância desse profissional na promoção de saúde de toda população. Em 25 de outubro são celebradas duas datas importantes para a saúde: os dias nacionais da Saúde Bucal e do profissional de Saúde Bucal.

O marco no calendário tem como objetivo orientar a população sobre os problemas bucais e da importância do cuidado com a boca para a saúde integral, além de sensibilizar e incentivar a população, famílias, comunidades e gestores a tomarem medidas para reduzir a incidência de doenças bucais.

Atualmente, a Atenção Básica conta com 26.655 Equipes de Saúde Bucal (eSB) na Estratégia Saúde da Família (ESF), representando a possibilidade de criar um espaço de práticas e relações a serem construídas para a reorientação do processo de trabalho e para a própria atuação da saúde bucal no âmbito dos serviços de saúde. Soma-se a esses profissionais também 1.121 Centro de Especialidades Odontológicas (CEOs) e 1.921 Laboratório Regional de Prótese Dentária  (LRPD).

Um dos assuntos que mais ganha espaço nesta data é a limpeza diária dos dentes, fundamental não só para o bem-estar como também para a prevenção de doenças. A falta de higiene bucal interfere em nossa saúde física e social. A má higienização compromete o hálito e a boa aparência dos dentes. Além disso, pode trazer diversos problemas como: cárie, gengivite, tártaro, periodontite, perda dos dentes e, em alguns casos, até endocardite bacteriana, uma infecção causadas por micro-organismos que podem ir da boca à parede do coração ou à válvula cardíaca.

Segundo dados do SB Brasil 2010, apesar da diminuição, a doença cárie ainda é uma realidade e o país segue com um grande número de indivíduos desdentados. Pessoas que não possuem todos os dentes saudáveis acabam evitando certos alimentos essenciais à saúde, como: carnes, verduras cruas e frutas, devido à dificuldade em mastigar. Cada dente tem uma função específica na mastigação e a ausência de apenas um deles pode comprometer o processo digestivo.

Problemas mais comuns

  • Cárie: desintegração do dente provocada pela higiene inadequada, consumo de alimentos com açúcar, como doces, guloseimas, refrigerantes, dentre outros ou, ainda, por complicações de outras doenças que diminuem a quantidade de saliva na boca. (Ex.: pessoas em tratamento quimioterápico ou radioterápico para o câncer).
  • Lesões bucais e aftas: inchaços, manchas ou feridas na boca, língua ou lábios; podem ser provocadas por herpes labial, candidíase (sapinho) e próteses (dentaduras) mal ajustadas.
  • Mau hálito: tem várias causas, dentre elas: higiene bucal inadequada (falta de escovação adequada e falta do uso do fio dental); gengivite; ingestão de certos alimentos como, alho ou cebola; tabaco e produtos alcoólicos; boca seca (causada por certos medicamentos, por distúrbios e por menor produção de saliva durante o sono); doenças sistêmicas como câncer, diabetes, problemas com o fígado e rins.
  • Gengivite: inflamação da gengiva provocada pela placa bacteriana.
  • Placa dental: é o conjunto de micro-organismos que coloniza a cavidade bucal. A placa dental fixa-se principalmente nas regiões de difícil limpeza, como a região entre a gengiva e os dentes ou a superfície dos dentes de trás, provocando cáries e/ou formação de tártaro.
  • Tártaro: é o endurecimento da placa dental na superfície dos dentes.
  • Câncer de boca: crescimento desordenado (maligno) de células que pode ocorre principalmente em pessoas que fumam, bebem ou que tenham HPV. O principal grupo de risco são as pessoas que fumam e bebem (efeito potencializado).

Prevenção de problemas bucais:

  • eliminação da placa dental por meio de escovação adequada e do uso do fio dental regularmente;
  • limpeza da língua, utilizando a própria escova um raspador para tirar a saburra  lingual (placa bacteriana sobre a língua de aspecto amarelado);
  • consumo moderado do açúcar evitando seu consumo excessivo;
  • utilização adequada do flúor, como o encontrado em pastas de dente;
  • evitar o uso de próteses mal ajustadas;
  • evitar o fumo e o consumo de bebidas alcoólicas;
  • ir ao dentista regularmente.

Brasil Sorridente
O programa representa um marco na mudança da atenção em saúde bucal. Trouxe avanços na melhoria da organização do sistema de saúde, sendo balizado em um modelo com três importantes princípios: universalidade, integralidade e equidade. Lançada em 2004, a Política Nacional de Saúde Bucal é resultado de importantes momentos de diálogo e construção coletiva. Após três Conferências Nacionais sob o tema, usuários, trabalhadores, gestores e prestadores de serviços de saúde debateram suas diretrizes e propuseram a criação de mecanismos de ampliação do acesso. Atualmente, a Coordenação-Geral de Saúde Bucal integra o Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde e possui orçamento específico para a realização de suas ações.

As principais linhas de ação do programa são a reorganização da atenção básica em saúde bucal (principalmente com a implantação das eSB na ESF), a ampliação e qualificação da atenção especializada (especialmente com a implantação de Centros de Especialidades Odontológicas CEO e Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias) e a viabilização da adição de flúor nas estações de tratamento de águas de abastecimento público. Também, o Brasil Sorridente articula outras ações intra e interministeriais.