Aumentar a fonte do texto Normalizar a fonte do texto Diminuir a fonte do texto   
Aumentar a fonte do texto Normalizar a fonte do texto Diminuir a fonte do texto   
  
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Srie Horizontes da AB


Construindo a unidade (Quinto episdio)

Na ateno bsica, a unidade mais do que um prdio, mais que uma construo. um lugar de cuidado!

O reencontro de dona Aura com o filho Zeca deixou Maria do Amparo satisfeita por ter sido um elo para novas chances nas vidas dessas pessoas amigas. Lembranas de famlia foram reavivadas: seus pais, as sete irms - ela era exatamente a espremida, a do meio entre elas - e os trs irmos. A infncia sofrida no serto e a morte de duas irms e um irmo, at a ida dos seus pais para a capital, Joo Pessoa.

Quase da mesma forma foi com seu marido, depois de se conhecerem e casarem veio o primeiro filho, e em seguida a transferncia dele para um municpio do serto, onde conseguiu emprego. L nasceram mais quatro, mas trs morreram e Amparo lembrou que o mesmo acontecera com seus pais. No quis repetir a histria de perdas e convenceu o marido a mudar para outro estado em busca de uma vida melhor. Foi assim que foram viver no Esprito Santo.

Curiosamente, dois dias depois uma vizinha a chama para atender ao telefone. Era sua irm, Jacinta, que no via h muito anos, chamando para ir a Joo Pessoa e ser madrinha do beb que a filha, Socorro, vai ter em menos de um ms. Aceitou na hora o convite e ligou para sua filha, pedindo que ela passasse em sua casa tarde, para conversarem. Assim que Vav chegou Amparo disse:

- "Sua tia Jacinta me convidou a ir Paraba pra ser madrinha da filha de Socorro, sua prima. Aceitei e vou semana que vem."
- "Me leva junto, mainha, pra que eu conhea minhas tias, tios e primos."
- "Dessa vez no posso, Vav, mas se quer tanto v juntando dinheiro. Esta a minha vez de reencontrar minha famlia, irms e irmos, beber do poo que me criou. Estou num bom momento da minha vida agora e quero aproveitar essa oportunidade."

E l se foi Amparo conhecer Socorro e rever Jacinta. Cabelos brancos no faltaram, lgrimas feito ondas de um lado para outro, mas os coraes das duas hipertensas resistiram. ?Bendito tratamento?, pensou Amparo, quando sentiu o tranco do abrao da irm. Depois contou para Jacinta, que se divertiu, riu e retrucou:

- "No s voc! Essa herana da famlia Santos tambm minha, mas bendito so esses profissionais de sade, que cuidam da gente e garantem o bem-estar... Sou super bem cuidada, participo de um grupo onde posso conversar com outras pessoas, alm de receber os medicamentos na unidade de sade perto de casa, l em Mangabeira. Com o dinheiro que economizo ponho mais fruta e verdura em casa. Amanh tem reunio, e voc tem que ir comigo!"


Boca aberta

Amparo gostou da reunio. Muito do que tinham conversado ali j conhecia, j tinham lhe informado, ensinado e ela punha em prtica. Gostou de algumas dicas da nutricionista e das orientaes dadas pela enfermeira. Achou simptico o mdico passar, elogiar os resultados do grupo e incentivar a que continuem se cuidando, e ficou admirada com a garra dos agentes comunitrios de sade. Eles, em busca ativa, conseguiram duas novas adeses ao grupo, que h anos se rene e, entre si, se motivam a controlar, com sucesso, a hipertenso e o diabetes.

Antes de chegarem unidade bsica de sade ela j tinha notado, em uma rua prxima, que perto de uma van estava uma grupo com moradores de rua. E a irm, Jacinta, lhe disse que eram do Consultrio na Rua, e que estavam fazendo a diferena no bairro, pois nunca tinha visto um servio como esse, ela achava o mximo que equipes como as que atendem nas unidades tambm vo s ruas atenderem populao. "O mesmo tipo de trabalho que fazem l em Vitria, e ajudaram o filho de uma amiga minha", disse ela para a irm.

Sentiu-se mais leve, mas o que realmente lhe fez ganhar a manh foi a chegada na UBSF. Aquele prdio a fez lembrar de quando perdeu os filhos por falta de posto e profissionais de sade, no interior da Paraba, h mais de 20 anos. Lembrou-se da casa que ela e o marido construram, com esforo, pensando em ter um quarto para cada filho alm do cantinho do casal. Sala, cozinha com copa, um bom banheiro e, nos fundos, um outro para quando recebem visita.

Quando terminaram, lembrou Amparo, a sensao era de satisfao, conquista, de dignidade construda com o prprio esforo, mesmo com muita simplicidade. E aquele prdio, novo, amplo, bem cuidado, lhe trouxe as mesmas sensaes lembradas. Perguntou para Jacinta por que tinham construdo um prdio to bom para a populao do bairro, e ela disse que no era a nica, pois em toda a cidade unidades tinham sido construdas, reformadas e ampliadas, e segundo a explicao que deram, fazia parte de um programa chamado Requalifica UBS.

A irm lhe perguntou:

- "Acha que a nica a se sentir respeitada pelos espaos e servios de sade? No , pois parece que todos esto se sentindo assim. Os mdicos, enfermeiros, todos que trabalham aqui esto mais felizes. D pra notar isso fcil, fcil...".
- " maninha, eu vim certa que s ia encontrar vida aqui, junto da minha famllia, no filho que a Socorro vai trazer pra perto da gente. Agora eu vejo que a vida est se espalhando e se doando, de olhos fechados, a quem ela encontrar, e eu quando voltar vou levar muito mais vida dentro de mim pra entregar tambm".


Requalifica UBS

O Requalifica UBS uma das estratgias do Ministrio da Sade para a estruturao e o fortalecimento da Ateno Bsica. Por meio do programa, o MS estimula a melhoria da estrutura fsica das unidades bsicas de sade - acolhedoras e dentro dos melhores padres de qualidade - de modo a facilitar a mudana das prticas das equipes de Sade.

Criado em 2011, o programa tem como objetivo oferecer incentivo financeiro para a reforma, ampliao e construo de UBS, provendo condies adequadas para o trabalho em sade, promovendo melhoria do acesso e da qualidade da ateno bsica. Envolve tambm aes que visam informatizao dos servios e a qualificao da ateno sade desenvolvida pelos profissionais da equipe.

Balano dos investimentos do Requalifica UBS

Tanto a adeso ao programa quanto o registro do andamento das obras so realizados pelo SISMOB (Sistema de Monitoramento de Obras), ferramenta que possibilita maior controle sobre o andamento das obras e, com os registros em dia, garante a continuidade dos repasses realizados pelo Ministrio da Sade.

Em todo o Brasil, o Ministrio da Sade est investindo R$ 15 bilhes at 2014 para melhorar a infraestrutura dos servios de sade, dos quais R$ 5,5 bilhes so recursos novos. Os recursos novos compreendem R$ 4,9 bilhes para construo de seis mil UBS e reforma e ampliao de 11,8 mil unidades, e R$ 630 milhes para construo de 225 UPAs.

Para melhorar a estrutura fsica das unidades, o Ministrio tambm aumentou a rea total mnima das obras. A UBS de porte I aumentou de 153,24 m, para 297,72 m e a UBS de porte II aumentou de 293,28 m para 374,04 m. Alm disso, esto sendo financiadas UBS de porte III, com 481,32 m, e UBS de porte IV, com 564,84 m. Desse modo, as equipes tem mais espao para realizar as atividades individuais e coletivas com qualidade.

Componente N municpios N de propostas habilitadas (2009/13) Valor (R$)
Construo 3.818 9.922 3.530.903.666,86
Reforma 2.875 8.315 958.190.351,56
Ampliao 3.168 8.445 901.479.482,80
Total 5.085 26.682 5.390.573.501,22
Fonte: GTEP/DAB

Entrevista com Hider Aurlio Pinto sobre reforma, ampliao e construo de UBS


Para equipar as unidades, esto sendo adquiridos 4.991 equipamentos (desde instrumentos de uso dos profissionais de sade a mobilirio para as unidades), num investimento de R$ 415 milhes. Os recursos beneficiam 3.968 municpios de todos os Estados.

Alm dos recursos de infraestrutura, o Ministrio tambm investe na qualificao da ateno bsica, por meio do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Ateno Bsica (PMAQ). No primeiro ciclo do programa (2011/2012), quatro mil municpios foram contemplados com um investimento de R$ 874,8 milhes em recursos adicionais. Para o perodo 2013/2014, o valor total previsto de R$ 3,3 bilhes, para 4.811 municpios.

So aes conjuntas, realizadas de forma coordenada e com o objetivo de melhorar o cuidado sade nos servios mais perto das pessoas. Mais informaes sobre o RequalificaUBS, podem ser encontradas na SAGE (Sala de Apoio Gesto Estratgica) e no Portal do Cidado. possvel acompanhar os investimentos e o andamento das obras, que so monitoradas com fotos.

Para acessar mais dados na SAGE, clique aqui:

Para acessar o portal do Cidado, clique aqui:

Fale Conosco:
Telefones: (61) 3315-9054 / 9035 / 9023 / 9061 / 9066 / 5907 / 9037
E-mail: qualificaubs@saude.gov.br

E-mail p/ dvidas sobre os projetos padronizados:
plantarequalificaubs@saude.gov.br